domingo, 31 de dezembro de 2017

Parnaibancos de escola




PATHOS PELO PARNAÍBA

Arriba nada! Nadam abaixo, cardumes
de sardinhas cardapiando; pratadas,
essas bicadas da cor da fome...
São negros os amores que eles
exalam pelos cantos destas águas, 
e barrento, o que sopra a corrente calma...

__________________________________
Foto-poema: LFO

Nenhum comentário: